24/04/2013

Tão perto e tão distante



Já passei em frente a casa dele diversas vezes mas nunca o via, mas hoje foi diferente, eu o vi. Ele estava em frente sua casa fumando um cigarro e talvez pensando na vida, não havia mudado muito desde a última vez que o vi. Ele não notou minha presença até eu me aproximar mais.

Percebi que ele havia olhado para mim mas não consegui olhar para ele. Senti um leve arrepio na nuca e minhas pernas adormeciam, tive a impressão de ter perdido-as, mal conseguia me mover.

Mantive minha cabeça erguida e não olhei para o lado.

Estávamos tão perto e ao mesmo tempo tão distantes, relembrando tudo o que vivemos juntos. Cada sorriso, cada abraço, cada beijo e cada "Eu te amo".
Mais o tempo passou eu mudei, ele mudou. Seguimos caminhos diferente, cada um fez uma escolha.

Segui meu caminho sem olhar para trás e notei que ele me seguia com seu olhar, não sei o que se passava realmente na cabeça dele mas tenho certeza de que como eu, ele relembrou os velhos tempos.
Nosso pensamento provavelmente era o mesmo porque sempre fomos tão parecidos e tínhamos o mesmo modo de pensar.
Cada vez que o vejo minha alma sai de mim é como se voltasse ao passado e me fizesse sentir tudo que um dia eu senti, me sinto longe, sinto uma saudade de você.
Hoje nós ficamos tão perto e tão distantes um do outro, cada um com seu pensamento...



                                                                                                     - Larissa Farias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...